Archive Tag:culinária

Cookies super fáceis

Sabe aquele tipo de cookie tipo do subway? Ele não é crocante, ele é meio fofinho assim, bem grande e redondo, que deveria vir acompanhado por um copo de leite, por lei. Bem, tá chegando o natal e o Pinterest já me avisou e me deixou com vontade. Mas muita preguiça fazer coisas complicadas.

Então encontrei a receita mais fácil de biscoitos de natal do mundo.

Ingredientes

  • 1 massa de bolo
  • 2 ovos
  • 1/3 de xícara de óleo

Preparo

  1. Misture tudo (não faça a mistura para bolo conforme a embalagem, apenas misture com 2 ovos e 3/4 de xícara de óleo) com a mão mesmo, que a batedeira não aguenta.
  2. Pegue 1 col de sobremesa dessa massa, unte a mão com óleo e faça bolinhas
  3. Asse as bolinhas bem separadas numa forma untada, em forno alto por uns 7 minutos
  4. Tire do forno e amasse as bolinhas
  5. Decore e OMNOMNOMS

Eu tentei “apertar” as bolinhas antes de assar mas não fica bom não. Fica meio duro e não fica tão bonito, mas deve ser bom se você tem forminhas. Se você deixa a bolinha mesmo assando e depois aperta, fica bem macio.

Outra coisa: cuidado com a quantidade de óleo. Tentei com 1 xícara e ele desmancha demais, não fica durinho. Coloca 1/3 mesmo (não sei daonde eu tinha tirado 3/4 RISOS) e vai adicionando aos poucos se achar que precisa. Colocando demais estragou tudo :/

Eu guardei na geladeira e durou uma semaninha 🙂

Sopa de feijão

Fiquei doente essa semana. Aquelas gripes chatas, que te pegam de jeito, te jogam na cama, te chamam de meu amoERROR. Não tava em condições de nada, tanto que a Ana veio pra cá e nem pude curtir o final de semana com ela .

Quando fico assim minha mãe é categórica: sopa de fubá com cebola e couve. Ela corta a couve em tiras, dá uma refogadinha na cebola, faz a sopa de fubá e pronto. É um caldinho leve e salgado pra dar aquela força.

Mas aqui eu não tinha mõe. Nem couve, lógico, que tipo de adulta eu seria se tivesse couve em casa? Do tipo que se alimenta direito? Pffff. (Brincadeirinha. A gente tem jantado direitinho mas só tinha alface e tomate mesmo). 

Como estava sem forças de ir ao mercado e o Eduardo ia demorar pra chegar (saí da firma mais cedo), resolvi fazer minha sopa de feijão.

Eu compro daqueles feijões já prontos. Em SP comprava de caixinha mas tinha meio que gosto de remédio. Aqui compro uns embalados a vácuo. É bem gostoso, tem só o gosto do feijão mesmo.

Bato um pacotinho no liquidificador com a mesma quantidade de água. Enquanto isso a panela refoga um dente de alho picado no azeite, umas linguicinhas cortadas em cubinhos e uns cheiro verde pra dar um verdinho.

Misturo o fejão batido e mais um cadin de água e pronto. Às vezes coloco um pouco de macarrão também, pra ficar mais com cara de sopa da minha mãe, mas vai de gosto né.

Sem dúvida é uma receita melhor do que aquelas sopas de pó.

Mas não funcionou tão bem quanto a de fubá… Acho que faltou o toque de mãe.