O kindle também é bem legal

O kindle também é bem legal

Quando eu comprei o Kobo, me encantei. Soube imediatamente que não ficaria mais sem um gadget semelhante e os poucos meses que se seguiram antes de eu quebrar o meu confirmaram essa ideia. Por isso, quando o acidente aconteceu, comprei um substituto.

O Kindle é bem similar ao Kobo quanto à leitura. Extremamente confortável, como todo e-reader, graças à tecnologia e-ink que falei no outro post. É tinta sobre tela. O Kindle é da Amazon e vem em dois modelos com e-ink, o normal e o Paperwhite. Na loja americana ainda tem o Kindle Fire, que é um tablet com uma versão customizada do Android. Eu nem colocaria eles na categoria e-reader, então deixa pra lá.

A diferença entre o Kindle e o Paperwhite é que o segundo tem retro-iluminação e touchscreen. Ele também é um pouco maior, a bateria dura dois meses (contra um mês da versão normal) e tem uma versão com 3G gratuito (usado apenas para fazer o download dos livros). O preço vai deR$599 (Paperwhite com 3G) a R$250 (Kindle normal). Comprei o normal, já que tinha o Kobo mais humilde também. No Ponto Frio, à vista no cartão deles, saiu até um pouco mais barato: R$235.

(as fotos estão meio pesadas)

Comparado ao Kobo Mini, o Kindle em sua versão normal é um pouco maior e mais fino. Eu fiquei bem preocupada com o lance de não ser sensível ao toque mas me adaptei bem rápido aos botões de controle. Além disso, os botões para passar as páginas são nas laterais. Vai facilitar bastante pra ler em transporte público, porque não importa qual mão eu esteja usando para segurar, os botões estarão próximos.

Eu também achei a resposta do Kindle mais rápida que a do Kobo, o processamento dele é melhor. Mas o Kindle tem menos recursos gráficos que o Kobo. Sinto falta do Reading Life, por exemplo. Os livros são exibidos em lista, e não pelas capas como era no Kobo. O modo de espera é o que usa mais recursos gráficos: é um “protetor de tela” com lindas imagens sobre tipografia.

O Kindle também tem formatos diferentes do Kobo. O padrão é .mobi e não .epub. Porém ele dá suporte a .doc, coisa que o Kobo não dava. O suporte para .pdf é similar e numa conversão .pdf para .mobi o resultado foi bem semelhante a .pdf para .epub. Essa conversão de .pdf pode gerar umas linhas extras, não é perfeita, mas dá pra ler. De .epub para .mobi não há diferença. Faço tudo automaticamente pelo Calibre então não é um problema.

Enfim, foi uma ótima compra. Eu ainda não saberia indicar o Kobo ou o Kindle para as pessoas. Eles são semelhantes e comprei o Kindle pelo preço e porque dá para emprestar livros para seus amigos na Amazon. Não me arrepndo da compra – e dessa vez vou tomar mais cuidado.

4 comments

  1. No Paperwhite vc pode escolher a exibição dos livros em lista ou pela capa… No que vc comprou exibe apenas em lista?

    • Eu procurei e só exibe por lista mesmo, Mila… Pode ser que o sistema do Paperwhite seja mais potente que do comum, e por isso exiba as imagens. O que é bom; pelo menos o comum não fica lento como era o Kobo Mini.

  2. Eu não posso viver sem meu Kindle ou eu piro, morro, tenho uma convulsão. Ele foi uma boa companhia no hospital também. rs

    Eu gosto muito dos botões do Kindle porque volta e meia eu tô lendo e ele cai em cima de mim, ao menos assim a página não muda. =P

    Mas um dia vou comprar o Paperwhite pra não precisar da luz pra ler. Minha mãe reclama da luz embaixo da minha porta lá no quarto dela. ¬¬

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *