Fullmetal Alchemist Brotherhood

Fullmetal Alchemist Brotherhood

Tem uns animes muito bons nessa vida, né, gente? Que estão aí justamente para tirar a ideia que animação é coisa de criança. Fullmetal Alchemist – Brotherhood é um anime bem pesado, para jovens adultos. Crianças não conseguem acompanhar, acredito, ou vêem as coisas de outra forma. Para adultos é espetacular.

Os irmãos Edward e Alphonse Elric estudavam alquimia desde pequenininhos, e, quando a mãe deles morreu, eles tentaram trazê-la de volta à vida juntando a matéria-prima de um corpo humano. Mas esse é um grande tabu e Ed perdeu um braço e uma perna, Al perdeu o corpo todo. Em um momento de desespero, Ed fixa a alma de Al em uma grande armadura de metal. Então os irmãos entram em uma longa jornada para recuperar seus corpos.

Existem dois animes sobre isso. O primeiro, apenas Fullmetal Alchemist, é mais leve e foca mais nos irmãos. É muito bom. O outro, Brotherhood, acompanha a história do mangá. É uma história diferente, mais profunda, mais chocante.

Já chorei horrores, já fiquei pasma, já prendi a respiração, já morri de rir com as caras e bocas. A história é envolvente, cheia de plot twist e mistérios. É muito bacana.

Qual seu anime favorito?

7 comments

  1. FMA É um anime que foca em não apenas na alquimia. A trama política e temas como preconceito racial enriquecem muito a trama. É a obra de arte em formato de anime.

  2. Fullmetal Alchemist (a primeira versão) na verdade foi feito junto com o manga, então a história acompanha até um determinado ponto o manga, após isso, a autora Hiromu Arakawa deu liberdade para fazer o do Anime diferente do manga que ainda estava em desenvolvimento. Isso acontece mais ou menos próximo a metade do anime. Caso queira assistir também aos filmes (ou OVAs), é recomendado assistir primeiro aos animes. Para o filme, Fullmetal Alchemist – O conquistador de Shambala, é recomendável assistir a primeira versão, pois ele tem ligação direta com o fim do primeiro anime.

    O anime Fullmetal Alchemist Brotherhood já tem um roteiro que exige uma percepção maior, pois o roteiro tem várias nuances que podem não ser capitadas pelas “crianças”, dado que esse anime seriam mais pra jovens adultos mesmo.

    O segundo filme – A Estela Sagrad de Milos- não tem ligação direta com a história, contudo mostra um dos países que fazem fronteira com Amestris, Creta, que não é muito mostrado durante nenhuma das duas versões dos animes e alguns elementos bem interessantes sobre alquimia.

    Os OVAs são alguns filmes curtos, são divertidos de assistir, mas não acrescentam em nada na história, servem mais como um extra, as histórias geralmente se focam no alivio cômico. Um exemplo, é onde todos os personagens são desenhados no formato chibi, com a cabeça grande e os corpos bem pequenos…

  3. Eu vi algumas partes do Full Metal, mas nunca vi inteiro. Fiquei com vontade agora.

    Um que estou vendo e gostando muito é Knights of Sidonia. É muito bom! É aquela história de robôs gigantes e tal, mas muito bom!

    Tem no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *