Category Archives:Teletransporte

Sansei sushi

Da série “tem muito lugar bom pra comer perto da minha casa”, com vocês o Sansei Sushi. Já aviso que não é o melhor sushi que já comi em Floripa – na verdade o único realmente bom que comi foi na Lagoa – mas o Sansei ganha prêmio por esforço. Em poucos meses eles se reformularam para melhorar.

No começo a gente ia porque de terça a quinta o temaki era em dobro. Depois foram aparecendo mais opções e hoje o cardápio conta até com festival.

Segunda, quarta, sábado e domingo você paga R$23,90 a cada dois temakis. Quinta e sexta é dia de festival. E ainda tem pratos avulsos.

IMG_6175

Não entendo porque diferenciar homem e mulher, mas ok. Eles também tem umas cervejas especiais que pra mim não faz nenhum sentido. Mas o atendimento é ótimo, os temakis são bem servidos e tem vários sabores diferentes.

Se você tá afim de comer japa aqui em São José, é uma boa pedida.

Sansei Sushi Bar
R Altamiro di Bernardi, 98 – São José, SC
Quarta a segunda das 19h à meia-noite

Pellegrino Massas Artesanais

Eu já fiz meu Top5 restaurantes em Florianópolis? Se não, não tem problema: o Pellegrino está sempre em primeiro no meu coração.

Localizado bem ao lado do TILAG o restaurante pequeno e aconchegante é o sonho que se tornou realidade. O casal trabalhava em restaurantes de São Paulo e largaram a cidade para criar família na Ilha da Magia (lembra alguma história? Sim, a minha).

Mãe, pai e três filhos enchem o ambiente com a alegria de quem vive na Lagoa e a experiência de quem trabalha há muito com comida. Especializado em massas, oferece um cardápio tão repleto que é sempre difícil escolher.

Como o próprio nome diz, as massas são artesanais. Acho que tudo é artesanal, com ingredientes da melhor qualidade. Dá para comprar apenas a massa sob encomenda, mas o ambiente é tão maravilhoso que não sei por que alguém faria isso 😛

Da entrada ao cafezinho, vale cada centavo.

Serviço:

Pellegrino Massas Artesanais
Avenida Afonso Delambert Neto, 315 – Ao lado do Tilag
Florianópolis
(48) 4009-2091

Projeto Tamar

Se você quer um lugar para passear, ver tartarugas imensas, aprender e levar as crianças, o Projeto Tamar é um passeio excelente.

O Projeto Tamar-ICMBio foi criado em 1980, pelo antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal-IBDF, que mais tarde se transformou no Ibama-Instituto Brasileiro de Meio Ambiente. Hoje, é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho socioambiental.

O Projeto Tamar é bem mais do que cuidar das tartarugas. Eles têm diversos projetos de pesquisa, de cuidado com o meio-ambiente, de educação ambiental.

Mas tem tartarugas também. As que vivem no projeto já cresceram ali, nunca foram para o mar e provavelmente morreriam se fossem soltas na natureza. A água das piscinas vem do próprio mar, sendo salgada e não clorificada. E a energia elétrica da unidade é toda solar.

Além de piscinas com tartarugas ainda tem um pequeno museu com carcaças, esqueletos e potes de vidro com bichinhos dentro, tanto as cinco espécies de tartarugas marinhas como outros animais dessa fauna, como golfinhos, cavalos marinhos e tubarões.

Existe Projeto Tamar em diversos lugares do Brasil, mas a gente foi no daqui de Florianópolis:

Rua Professor Ademir Francisco s/n, Barra da Lagoa.
Telefax: (48) 3236-2015
E-mail: tamarsul@tamar.org.br
Aberto todos os dias, incluindo feriados.
Na alta temporada (do dia 21/12 ao domingo depois do carnaval), das 10 às 19 horas.
Na baixa temporada (final do carnaval até dia 20/12), das 9:30 às 17:30.
Ingresso inteiro: R$12.

Meus batons favoritos

Dá pra fazer um Top 5 se você só tem cinco das coisas? Se fosse para fazer um Top 5 das minhas calças jeans, eu precisaria comprar mais duas 😛 Hoje peguei meu quinto batom na Quem Disse, Berenice? Então já dá para fazer esse post, yay!

Aliás, 99% das minhas maquiagens são da Quem Disse, Berenice?. Tem lojas em todo lugar, a qualidade é bem boa, o preço é acessível e tem uma grande gama de cores. Gosto bastante. Como vocês poderão ver:

rosa

5) Vermeluz

Ficou em quinto porque é novo e não temos apego ainda; Porque é um vermelho claro, quase cor de rosa, e eu esperava mais escuro; e porque é BEM chato de passar, escorrega tudo. Mas foi de graça então ¯_(ツ)_/¯

[wc_divider style=”image3″ margin_top=”” margin_bottom=””]

laranja

4) Coralisa

Ganhei de presente e usei tanto que já tá pra vencer. É um laranja clarinho, mate, parece giz de cera pra passar então sempre hidrato e/ou passo base antes. É ruim usar sem base porque é meio translúcido e, como minha boca tem duas cores, fica esquisito.

[wc_divider style=”image3″ margin_top=”” margin_bottom=””]

rosinha

3) Rosacia

Bem dia-a-dia, bem tímido, comprei porque ia em um evento da firma e não queria chamar a atenção. Delicado e chique, facinho de passar, bem macio. É bom pra quando marca bem o olho ou para ter cara de sem-maquiagem.

[wc_divider style=”image3″ margin_top=”” margin_bottom=””]

marrom

2) Marro

Gosto de usar batom marrom no inverno. É leve e uma cor mais quente. Me sinto com cara de adulta. Acho que é porque minha mãe usa muito. Esse é mate, é meio giz de cera para passar também, mas escorrega melhor.

[wc_divider style=”image3″ margin_top=”” margin_bottom=””]

vermelho

1) Maybelline 24h Superstay 025

Meu batom mais preferido do mundo porque ele NÃO. SAI. Ele não sai nem com reza braba. Se passou errado, já era miga. E leve para retocar que no fim do dia só uma parte dele vai sair, outra nem raspando, aí fica bem esquisito. Mas ele dura o almoço tranquilamente. Amo a cor também, é um vermelho de respeito.

 

E aí, quais são seus batons favoritos?

 

Buick Burguer

Faz tempo que não falo de lugares legais pra comer aqui em Florianópolis, né? Bom, infelizmente fica pra próxima. Fui no Buick Burguer e não curti muito não.

A decoração e a temática é toda baseada em carros antigos, já que Buick era uma marca de carros bem famosa nos anos 50. Com visual retrô, a lanchonete tem tanto mesas para grupos quanto para casais, e é decorada com fotos de carros antigos.

IMG_6050
Batata para dois, R$10

Os preços são ok. Parece barato, mas a porção de fritas é daquelas congeladas, de saquinho. Vieram bem fritinhas, mas nada demais. Tem várias opções de lanches, a maioria no estilo hamburguer-de-rua, e sobremesas (não peguei nenhuma, mas a taça de açaí com banana da mesa ao lado estava maravilhosa).

Como já dizia Pequeno Príncipe, “o essencial é invisível aos olhos” e o melhor da lanchonete não está no cardápio: peça pelo hamburguer gourmet. Ele sai por R$19,50 e leva o hamburguer feito por eles, alface, tomate, cebola e muito queijo no pão cervejinha.

Mas na hora da mordida… Achei carregado demais no tempero, salgado demais. Não tinha alívio para o paladar. A carne (não sei qual era o corte) não era das mais gostosas e não estava muito macia. Não gostei.

IMG_6051

O atendimento é ótimo, foram rápidos e atenciosos. A localização também é bacana: fica no centro, pertinho do Ticen. Infelizmente não foi suficiente para eu gostar. Eu disse, no caixa, que o hamburuger estava meio salgado; há chances de melhorarem. Vale para tomar uma cervejinha, pedir as fritas com a maionese da casa ou no máximo tomar a sobremesa. De lanche, tem lugares melhores.

Serviço:
Buick Burguer
R. Pref. Osmar Cunha, 36 – Centro, Florianópolis – SC
(48) 3206-6824

Encasquetei com Planners

Desde a semana passada, no Relatório de Voo, tô vendo e babando em planners. Elas são agendas turbinadas, onde nas páginas abertas você tem a semana toda e consegue visualizar o que precisa ser feito. Além disso, ainda é uma desculpa excelente para comprar adesivos, canetas e outras coisas lindas.

Só que estamos em fucking setembro e eu fiquei “ah ano que vem vou fazer o melhor planner da década!” mas aí pensei de novo e pra quê esperar? Então resolvi começar um planner. Agora. Em setembro. Porque eu sou ansiosa.

Como ansiosa, minha cabeça não para. Estou sempre fazendo mil coisas ao mesmo tempo, não terminando nada e me frustrando com a sensação que fui dormir sem conseguir viver. Aí fui fazer tratamentos energéticos porque, gente, não é possível uma sagitariana com ascendente em áries (e lua em aquário) estar sempre cansada.

Mas se tem uma coisa que aprendi em 2015 é que se você quer as coisas feitas, você precisa pegar uma coisa e não fazer outra até terminar a tarefa. Porque sempre tem aquele ponto chato da tarefa, aquela hora que você fala “vou só dar um alt-tab mental aqui rapidão” e aí passam horas e você faz outra coisa e não termina nada.

O planner entra aí. Eu estava me organizando com o Wunderlist, que é bem legal e funciona, já que só passo para outra tarefa depois de dar check na que estou fazendo – e sei o que estou fazendo. Mas ele não tem adesivos nem canetas coloridas.

Infelizmente uma coisa que eu não tenho agora é R$420 (juro por Deus) para desembolsar em um planner. Adoraria ter. Tenho? Não tenho. Com esse dinheiro faço supermercado por um mês e bem, até a última vez que chequei, comida > agenda.

(também tem um mais baratinho mas não quero esperar janeiro chegar, como já disse).

O que eu tenho, entretanto, é tempo, alguns trocados, um dedinho bom pro Google e alguma paixão por caderno + régua + canetinha.

O que preciso:

  • fichário pequeno: precisa ser fichário para ter mais liberdade em adicionar e mudar folhas. Precisa ser pequeno porque já odeio andar com bolsa, bolsa grande então não vai rolar, e isso precisa ir de casa pro trabalho.
  • furador de papel
  • tesoura
  • cola bastão
  • canetas coloridas
  • adesivossss!
  • régua pequena

Além disso, preciso imprimir algumas páginas.

  • calendário do ano
  • calendário do mês
  • folhas semanais
  • divisórias
  • to-do list

A pior parte foi o fichário. A segunda pior parte foi a ansiedade para a gráfica entregar as coisas.

ENTÃO EU FIZ TUDO NA MÃO.

mesa

Fui na papelaria e gastei 150 porque comprei canetinhas e cartolinas mas se nos atermos ao básico dá mais ou menos R$50. De importante, comprei o fichário, papel de presente, papel colorido de uma gramatura maior. Encapei bonitinho e adicionei uns adesivos.

Fazer as divisórias foi mais fácil do que imaginava. Cortei a página do papel colorido ao meio, fiz a abinha, grudei com cola.

Fiz o calendário do mês e as páginas da primeira semana.

.
.
.

Aí odiei tudo porque tava de TPM e não devia ter gasto tudo isso de dinheiro e tempo.

Keep calm and try again

Eu resolvi insistir porque quando imprimi uma folhinha só pra testar, já deu totalmente outra cara e achei possível. Além disso, quero guardar no fichário receitas, problemas de casa, pautas para o Diário de Bordo e um diário.

Sim escrevi os dias errados, 1 2 3 4 na página da direita e 5 6 7 na página da esquerda. Aí desisti de vez.
Sim escrevi os dias errados, 1 2 3 4 na página da direita e 5 6 7 na página da esquerda. Aí desisti de vez.

No Etsy tem várias opções dos modelos das páginas para imprimir. Gostei muito desse, da PolkaDot, que tá $10 (na cotação atual, sem brincadeira, R$40).  Mas uma amiga mora na Austrália e vai me dar de presente :3

Além disso tem alguns printables gratuitos que já ajudam a aplacar a ansiedade. Além disso ainda tem vários outros templates gratuitos no Pinterest.

Minha impressora ficou em São Paulo e estou chorando, porque seria muito melhor fazer tudo isso em casa; mas não vai dar, então vou passar na gráfica rápida e esperar um bom serviço.

E… Bem, nessa parte não chegamos ainda. Aviso vocês. Mas a esperança ainda não morreu. #drama

Reiki

Das coisas que encasquetei nessa vida, Reiki foi uma delas. Tudo começou quando eu iniciei um tratamento energético (don’t ask, até hoje não sei direito o que tá rolando mas tudo melhorou bem) e eu quis algo para fazer que liberasse minha energia extra e tivesse alguma relação com o místico.

Yoga servia, claro. Mas é que desde esse tratamento eu meio que interrompi algumas coisas que eu estava fazendo para olhar elas de longe e reavaliar o que sinto sobre eles. Eu amo yoga. Dei esse tempo porque estava muito cansativo fazer o caminho para a aula e para casa depois que mudei. E ainda não achei um lugar para voltar ou como voltar ao lugar que eu fazia — que é outro que amo demais. Então está on hold.

Eu sabia o que era reiki por cima, mas até escrever errado eu escrevia. Em resumo,

Através desta técnica, os praticantes acreditam ser possível canalizar a energia universal (i.e., reiki) em forma de Ki (japonês: ki) a fim de restabelecer um suposto equilíbrio natural, não só espiritual, mas também emocional e físico.

Na prática você deita, relaxa enquanto o reikiano aplica a energia em ti: no topo da cabeça, nos olhos, ao lado da cabeça, no peito, nas costelas… e aí eu dormi. Aí me acordaram pedindo pra eu virar de bruços e teve mais alguns pontos de energia e aí acabou.

Foi mais ou menos uma hora do mais puro relaxamento. Me senti toda derretida, tipo quando eu fazia acupuntura, mas sem as agulhas.

No final, a reikiana me explicou que é um tratamento e é indicado fazer uma sessão a cada 15 dias. E que no dia o ideal é fazer uma refeição leve e evitar fumar e beber.

Eu confesso que, tirando na hora, não senti grandes diferenças na minha vida: fiquei irritadíssima na TPM, meu pé doeu, etc. Mas foi engraçado que os três gatos grudaram em mim no dia e dormi muito bem. Tratamentos de energia são bem subjetivos (as coisas acontecem ao seu redor e você nem sabe daonde aquilo veio, mas é seu campo energético que vibra diferente e atrai coisas diferentes) e levam algum tempo. A mudança é gradual.

Então vamos devagarinho, porque o que mais quero é uma desculpa para me sentir bem daquele jeito de novo 

Top 5 – Cafeteiras

Sim, eu sei, é esquisito fazer um top 5 de tipos de cafeteiras. Mas eu sou toda esquisita, né? O fato é que juntando cafeteiras, coadores e o moedor, tenho umas dez cafeteiras, todas em São Paulo (mentira, importei uma via Sedex, rs). Então posso dizer o que acho das minhas cinco favoritas.

eletrica5 – Cafeteira elétrica programável

Eu já gosto de cafeteira elétrica: é prática, é café filtrado, é amor. Agora imagine uma cafeteira programável. Você coloca água, o pó, diz a hora que você vai acordar e vai dormir. Quando acorda, a cafeteira já fez seu café sozinha. Magic. A OSTER tem uma dessas e, nossa, saudades.

piccolo4 – Dolce Gusto

Eu gosto da Dolce Gusto. Me salvou vários cafés da manhã. Eu tinha a Piccolo. É bem fácil de usar: você liga, põe a capsula, tira o café, pronto. Instantâneo, quase. Eu não curti muito o sabor do café em si e as bebidas mistas achei muito caro, porque vem metade das capsulas: você põe primeiro a de leite, depois a de café por exemplo.

tres3 – Tres

Gostava mais do sabor da capsula da Tres Corações que da Dolce Gusto. Tinha mais opções de café também. O funcionamento é bem semelhante, mas na que eu tinha as medidas de água eram programadas já, então era mais certo que não ficasse aguado. As capsulas são mais em conta, mas você acaba gastando mais.

nespresso2 – Nespresso

Ironicamente minha máquina elétrica favorita de café é de uma marca que eu nunca tive. Usava Nespresso no trabalho antigo e, nossa, muitas saudades. A diferença é a gama de cafés para escolher: são diversos sabores, com muitas intensidades de grãos. Uma delícia.

bialetti1 – Italiana

Mas nada que ligue na tomada se assemelha à boa e velha cafeteira italiana. Não precisa nem ser a Bialetti, marca oficial e mais cara. Com ela, basta colocar água no recipiente embaixo, o pó no funil e pronto: o café sai quentinho, deixa a casa toda cheirosa. De lá, direto para a térmica. Ok, confesso: tem um bom naco de nostalgia aqui, porque é a cafeteira que minha mãe mais gosta também. Mas nem sei dizer como foi fazer meu primeiro café na italiana aqui no sul. Me senti em casa de novo <3

E você, tem alguma cafeteira predileta?

A odisseia do gato novo

Na foto: Spot e Tops.

Adotar é tudo de bom, mas lembre-se de

  • telar sua casa e não deixar o felino sair. Isso é importante porque mantém o bicho visível, você pode ver como estão as fezes dele e se ele está ficando doente, evita problemas com os vizinhos, evita que ele seja atropelado e muito mais.
  • castrar gatos e cachorros. Isso evita doenças e, claro, que eles se reproduzam.
  • pensar bem antes de tomar a decisão. Gatos são crianças menores. Têm personalidades próprias, são geniosos e podem dar muito trabalho. Adotar é um ato de amor, não de vaidade; seja responsável e nunca devolva seu animal à rua.

Pegar seu primeiro gato é muito empolgante. Você imagina que as coisas vão ser como no Tumblr: ele vai fazer umas gracinhas e enroscar nas suas pernas, só alegria. Na vida real, já chorei de desespero quando adotei o Spot. Ele quebrava tudo, me atacava, me mordia, arranhava. Eu mal conseguia trocar de roupa. Foi muito frustrante.

As coisas só melhoraram depois que adotei a Mel. Com ela, eles tinham o que fazer, como se entreter, e o Spot parou de me atacar para brincar com ela. Não que ele tenha melhorado 100%. Ele ainda mia de madrugada e me deixa meio desesperada. Mas não me ataca mais.

Quem encontrou o Tops foi a Manu. Ela pegou da rua, castrou e ele estava disponível para adoção. Eduardo ficou enlouquecido porque o gato era igualzinho o Spot e, como era aniversário dele, cedi.

A adaptação da Mel e do Spot foi tranquila. A Mel é muito medrosa, ficou escondida uns dias, depois foi saindo devagar e explorando a casa. Como é fêmea e macho, rolou uns SHHH no começo e depois ficou ok.

Agora tenho dois machos e eles se odeiam. Aqui em casa só tem um quarto, então eu prendo um ou outro e vou alterando durante o dia para que a casa fique com os cheiros de todo mundo, mas meu deus. Não está fácil.

A forma correta de aproximar dois gatos é essa: eles não devem se ver imediatamente. Um deles fica preso em um quarto e, aos poucos, a gente deixa um ver o outro. A melhor hora para o encontro é a refeição e dar petiscos quando os dois estão juntos sempre estimula a associar aquela presença com coisa boa.

Espero que com o tempo essa inimizade aplaque. Mal posso esperar para ter os três dormindo com a gente, aquele bolo gato-humano que só o inverno pode oferecer.

Editado

Me disseram que baunilha pode ajudar a adaptação. Vou tentar e conto no sábado 😉

Tag: 11 perguntas

A linda da Jhessy do Descabelada me indicou na tag das 11 perguntas e como eu ADORO RESPONDER PERGUNTAS <3 vamos nessa /o/

Preciso dizer 11 coisas sobre mim, responder as 11 perguntas que ela me passou e passar 11 perguntas para frente.

11 coisas sobre mim

  • Sou absolutamente incapaz de fazer dieta. É uma coisa que não faz sentido para mim. Mas como direitinho: arroz, feijão, salada e alguma proteína todos os dias, no almoço e no jantar. Fazemos jantar quase todos os dias em casa.
  • Gosto muito de astrologia, porque acho divertido. Digo que não acredito para as pessoas não encherem meu saco, mas perco um tempo considerável da minha vida nisso. (Sagitário com ascendente em Áries e lua em Aquário.)
  • Não gosto de estudar, gosto de saber. Por isso faço tudo quanto é curso que aparece na minha frente.
  • Eu tenho uma fascinação pelo espaço sideral e por ficção científica que nem sei. Queria ser mais espertinha para saber mais, mas física é meu inferno particular.
  • Eu falo sozinha. Eu simulo cenários na minha cabeça para treinar minha argumentação. Eu tenho brigas imaginárias enquanto tomo banho. Achei que isso fosse passar, mas estamos aí, 27 anos e muita criatividade desperdiçada.
  • Meu gosto pra música é provavelmente mais eclético que o seu. Eu só não gosto muito de sertanejo, mas se tocar eu escuto de boas e canto junto. Sim, todo o resto inclui funk e pagode. E rock, e pop, e jazz e soul e música de yoga.
  • Inclusive, ainda não achei um esporte. Eu gosto muito de yoga, sim, mas ficou fora de mão pra mim. Eu gostaria de fazer algo tipo dança ou zumba, mas meu tornozelo não deixa.
  • Tenho saudades dos meus pais e da minha irmã. Gostaria que desse para visitá-los mais vezes por ano.
  • Sempre que eu vejo algo sobre a ditadura minha garganta fecha e eu fico com medo imediatamente. Acho que minha encarnação passada pode não ter sido muito divertida nesse aspecto. Tenho pavor de que algo daquele tipo volte. Me dá arrepios.
  • Posso ficar anos remoendo algum mico que paguei, mas no geral não sou tímida. No máximo tenho bastante preguiça de interações sociais, às vezes. Por exemplo, eu nunca cumprimento um por um na firma.
  • Me irrito com uma caralhada de coisa, mas se tem uma coisa que me tira do eixo é machismo. Quer me provocar é só falar coisa machista.
  • Adoro falar de mim, quero falar de mim o tempo todo, e quando eu tenho 11 tópicos… esqueço tudo 😀

Respostas

  1. Tem algo que você procura esconder em seu corpo? ( ex: se tem cabelo liso e faz chapinha).Se sim, porque esconde?
    Bem, é meio difícil esconder alguma coisa do meu corpo né, é meu rosto que é manchado e nunca gostei da ideia de esconder isso com base. Mesmo porque transpiro muito e fico derretendo. Hm, eu tento disfarçar a barriga com as roupas de cintura alta que eu tenho. Acho que me faz parecer mais elegante, com uma postura melhor. Nunca gostei muito da minha barriga e tenho a impressão que, se eu for uma gorda sem barriga, tudo bem.
  2. Como você se imagina daqui a cincos anos?
    Miga, não faço a menor ideia. Eu acabei de começar uma vida nova em Florianópolis e não sei o que esperar. Gostaria de pelo menos pintar minha casa, não estar endividada, comprar meus próprios móveis e eletrodomésticos. Não sei sobre filhos, acho estranho pensar nisso ainda, parece muito longe.
  3. Qual é a palavra ou frase que ao escutar te deixa feliz?
    Chegou o almoço! Caiu o salário! Ou Eduardo dizendo que me ama :3
  4. Uma foto que te defina.
    Tirei hoje. Saia cintura alta e vermelha, camiseta do Mickey fazendo mãozinha do rock, cabelão, blusa de moletom. Meio moleca, meio menina, definitivamente adolescente.

    marta

    Ou esse gif da Jennifer Lawrance

  5. Uma música favorita.
    UMA SÓ? Afff que difícil, eu gosto de tanta coisa. Mas se tem 01 música que me dá arrepios…
  6. O que te faz visitar/comentar no descabelada.com?
    Gosto dos posts leves, das fotos bonitas, da amizade que a gente tem nutrido 🙂
  7. Se você morresse hoje, qual legado ou mensagem que você acha que deixaria para as pessoas que te acompanham?
    Acho que todo mundo ia pensar que eu me matei de novo, essa ia ser a primeira mensagem HAHA. No geral, passo um monte de mensagens: que depressão não é brincadeira; que feminismo precisa sim e muito; que Star Trek deveria ser mais apreciada haha 😛
  8. Peça de roupa indispensável.
    Calça jeans.
  9. Por que criou seu blog?
    Parecia um caminho tão natural aquela época. Eu sempre tive diários de papel, saiu o virtual, eu queria o virtual, eu fiz blog. Depois de um foi outro e de repente estávamos aqui, falando sobre nada todos os dias, etc e tal.
  10. Três blog/canal favorito.
    Lecticia, Lugar de Mulher, JoutJout
  11. O que faz para se distrair?
    Gosto de ler, de jogar video-game, de sair para comer – e escrever, claro 🙂

Perguntas

  1. Qual o maior mico que você já pagou no trabalho/escola?
  2. Uma promessa que você jamais ia conseguir cumprir
  3. Um programa de TV que você sente saudades
  4. Um conselho que você daria para você mesma 10 anos atrás
  5. Um universo fictício que você gostaria de viver
  6. Se você pudesse ter outra profissão, qual seria?
  7. Um lugar que você quer conhecer (pode ser país, cidade, estado ou uma loja que você nunca foi, sei lá)
  8. Entre ficar sem TV em casa ou sem celular, qual o pior?
  9. Você gostaria de ter algum animal de estimação?
  10. Você está se divertindo no momento atual da sua vida?
  11. O que tem no seu CTRL+V?

Enviando para JoCoeli, Lecticia e pra você também 😀